Este fórum usa cookies
Este fórum utiliza cookies para armazenar as suas informações de login se estiver registado, e a sua última visita ou não. Os Cookies são pequenos documentos de texto armazenados no seu computador. Os cookies criados por este fórum só podem ser usados neste site e não representam nenhum risco de segurança. Os cookies deste fórum também acompanham os tópicos que você leu, e a última vez que os leu. Por favor confirme se quer aceitar ou rejeitar estes cookies por definição.

Um cookie será armazenado no seu navegador, independentemente da sua escolha, para prevenir que esta pergunta apareça novamente. Você será capaz de alterar as suas definições de cookies a qualquer momento usando o link no rodapé.

Avaliação do Tópico:
  • 0 voto(s) - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Propostas de alteração para controlo rodoviário
#1
Muito se tem falado nos meios de comunicação social sobre os investimentos de radares para as forças de segurança afim de efectuar o controlo e a fiscalização das estradas Portuguesas.

Como todos sabemos o Estado desperdiça estes meios pois os mesmos não vão sofrendo qualquer tipo de manutenção para que estejam sempre operacionais.

Uma das formas que encontrei, passaria por adjudicar ás empresas de segurança privada o controlo de velocidade das estradas Portuguesas para o próprio Estado se torna-se menos dispendioso.

Uma das formas de regular o excesso de velocidade, seria o de adjudicar este tipo de serviços o qual não passa de uma mera vigilância, a viaturas e pessoal de empresas de segurança privada.

O Estado com isto iria poupar recursos, com por exemplo, com o pessoal ( formado ) especializado, material e sua manutenção e até com o numero de efectivos que habitualmente exerce esta função.

Sendo adjudicado concursos para este tipo de vigilância as empresas de segurança privada seriam os primeiros pioneiros a nível mundial a desempenhar uma função a qual normalmente cabe apenas ao próprio Estado.

O Estado apenas teria de dispender um elemento de uma força de segurança para se deslocar nas viaturas das empresas de segurança privada e equipadas com um radar, afim de assegurar a legalidade das acções praticadas pelos agentes privados, á semelhança do que também já se passa nos aeroportos nacionais.

Por fim apenas gostaria de fazer como observação que para esta situação se proporcionar a lei teria que sofrer uma reforma e obviamente a segurança privada ser levada mais a sério do que tem vindo a ser até aqui.

Obviamente e como já o disse anteriormente sou parte interessada pois esta é a minha actividade, mas acima de tudo e uma vez que estou de corpo e alma ligado a este sector, ajudar pessoas e organizações que discutem as politicas do nosso pais a tomar um rumo de forma a assegurar a estabilidade económica, a segurança e a desenvolver uma nova forma de democracia, a qual proporcione um melhor clima social para os cidadãos do nosso pais e da Europa.

Sem outro assunto

Atenciosamente

Vítor Sénico

O aeroportuario
Sou, com cordiais cumprimentos
Júlio Santos
Responder


Saltar Fórum:


Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)