Este fórum usa cookies
Este fórum utiliza cookies para armazenar as suas informações de login se estiver registado, e a sua última visita ou não. Os Cookies são pequenos documentos de texto armazenados no seu computador. Os cookies criados por este fórum só podem ser usados neste site e não representam nenhum risco de segurança. Os cookies deste fórum também acompanham os tópicos que você leu, e a última vez que os leu. Por favor confirme se quer aceitar ou rejeitar estes cookies por definição.

Um cookie será armazenado no seu navegador, independentemente da sua escolha, para prevenir que esta pergunta apareça novamente. Você será capaz de alterar as suas definições de cookies a qualquer momento usando o link no rodapé.

Avaliação do Tópico:
  • 1 voto(s) - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A Segurança nos Táxis
#11
Epá...
Desculpem lá... mas se têm assim tanta razão de queixa porque é que continuam a ir de táxi?
Vão a pé ou de carro. Não estou a ver o que têm contra os taxistas. Continuo a dizer que são uma minoria, contra os que demais fazem pela sua Profissão. Será que sou só eu que apanho taxistas em condições?
Sr. Paulo Gonçalves, no que toca a dinheiro, "cada um puxa a brasa à sua sardinha". Tem toda a lógica. Se você tivesse uma barbearia, não era de esperar que dissesse ao seu cliente, que a outra barbearia do outro lado da rua cortava mal?
Se os taxistas não falam, é porque são mal-educados. se falam é porque são beatas... Enfim não se pode agradar a todos.
Já agora pergunto, o taxista cheirava mal ou estava bêbado, ou fez algum desvio no itinerário? É que parece que tudo vos acontece.
Comigo graças a Deus nunca se passou nada disso.
Sempre foram correctos, uns menos bem, outros menos mal, mas nunca ao ponto que vocês relatam.
Sr. Júlio, como costuma dizer, dez acções positivas, ninguém se lembra, mas uma negativa vai perdurar.
Acho que é o que está a acontecer.
Alexandre Pais
Equipa de Suporte
---@@@---

[Imagem: signature.png]
Responder
#12
Claro que tens razão a maioria dos taxistas em Lisboa e Porto e a quase totalidade fora destas cidades, são excelentes profissionais. Agora, "tal como as batatas na saca" uma podre, só uma que seja é demais. Neste caso em concreto: os que se portam menos bem, cheiram menos bem e fumam mesmo bem, são muitos! e isto nem tu, nem nenhuma associação e/ou sindicato, pode desmentir. Resumindo um só que seja é muito, mas na realidade os menos bem, são mesmo muitos.
Pessoalmente quando critico por escrito só tenho um objectivo: ser lido pelos visados afim de os ajudar a melhorar, não gosto propriamente de dizer mal por dizer mal, aliás dei-te locais onde podes constatar, vezes demais as afirmações que fiz, mas continuo a concordar contigo, a maioria não é assim, ainda bem.
Sou, com cordiais cumprimentos
Júlio Santos
Responder
#13
Caro ADSP:
Eu (e muita gente) tenho razões de queixa da TV Cabo. No entanto tenho Tv com os canais cabo (preciso de informação ...). Eu (e muita gente) tenho razões de queixa dos individuos do gás. No entanto continuo a consumir gás (preciso para o banho quente ...). Se seguisse a filosofia que propõe no seu anterior post, deveria deixar de ver TV e deixava de usar gás (e passava a tomar banho de água fria ...). Deixe que lhe diga, e sem acrimónia, que o seu conselho (que em linguagem corrente se designa por: se não gostas come menos! neste caso: não andes de táxi) é, nitidamente ... à taxista! Imagine que eu lhe respondia: Gostas assim tanto deles? Então vai para a praça que assim convives com eles todos os dias ... e é bem feito! Não era uma parvoíce? Claro que era.
No fundo o que está a propor é que se abdique do direito cívico de criticar, que tem neste caso, como único objectivo alertar para melhorar como disse o Júlio, e também apontar as ovelhas ranhosas que existem e não são poucas neste ramo!
Repare bem: o que os anteriores amigos quiseram dizer com as suas críticas (aproveito para informar que junto a minha voz à deles ...) não foi que todos os táxistas são uns malandros. Foi sim, que há uma forte percentagem de profissionais de táxis (que não será certamente a maioria), que são maus profissionais. Aliás veja bem: imagine que há 5 taxistas malcriados e de mau temperamento. Cada um faz 10 corridas por dia (não será difícil) e serão então 50 corridas por dia que multiplicadas pelos dias de um mês darão 1.500 pessoas com razão de queixa de taxistas. Se a isto acrescentarmos os comentários destas pessoas com familiares e amigos ... Está a ver a imagem com que fica a classe não está? Infelizmente receio bem que o número de taxistas grosseiros seja bem superior.
Mas sabe porque é que, para além de tudo, se tem esta sensação negativa tão nítida desta classe? É porque notícias como as que seguem são demasiado frequentes:

ASSALTAVAM COM UM TÁXI
Cinco homens, entre os 17 e os 56 anos, foram detidos anteontem de madrugada pela PSP de Almada quando se preparavam para assaltar uma loja de material informático. Os suspeitos, entre os quais dois taxistas, estão indiciados por oito furtos, praticados com o auxílio de um táxi.

TAXISTAS COBRAM MAIS DO QUE DEVERIAM
Um em cada três utentes paga nais do que deveria por uma corrida de táxi, sendo a situação ainda mais grave no serviço ao quilómetro.
A conclusão é da DECO, que fez 642 viagens a nível nacional.
Responder
#14
Peço desculpa: é ADJSP e não ADSP
Responder
#15
Boas Sr. José Paiva, Graças a Deus que nem todos têm a mesma opinião.
Respondendo ao seu depoimento, acho que não foi a melhor comparação. Infelizmente preciso de comer para viver, assim como tomar banho, ou mesmo ver televisão, pois são necessidades essenciais para a nossa sobrevivência, excluindo a televisão, apesar de ajudar muito. Agora no que respeita ao transporte, pode sempre ir a pé ou mesmo de viatura própria ou até mesmo de outro transporte Público.
No que respeita às estatísticas, actualmente existem muitos mais de 5 motoristas a trabalhar diariamente e no final do mês continuam a ser superior aos maus Profissionais.
Cumprimentos
Alexandre Pais
Equipa de Suporte
---@@@---

[Imagem: signature.png]
Responder
#16
ADJSP:
É verdade que há muito mais do que 5 motoristas a trabalhar diariamente na praça. É aliás por isso que o estudo da DECO em 642 viagens detectou que um em cada três utentes paga mais do que deveria por uma corrida de táxi, sendo a situação ainda mais grave no serviço ao quilómetro. Ou seja 214 taxistas (apenas um terço ...) burlaram os clientes, num estudo que representa uma amostra dum universo profissional! É claro que não é a maioria, mas se eu pertencesse a esse ramo profissional estaria muito preocupado com a imagem da profissão, ao verificar que mais de 30% dos meus colegas andam a enganar os clientes ... E sei que os verdadeiros profissionais desse ramo andam realmente preocupados.
Responder
#17
Hora ai está Zé paiva, deviamos de começar pelo lado positivo. Em vez de apontarmos apenas os defeitos, porque não também elogiarmos? Talvez assim esses Motoristas nada Profissionais se mostrem um pouco envergonhados.
Alexandre Pais
Equipa de Suporte
---@@@---

[Imagem: signature.png]
Responder
#18
Caro ADSJP:
Receio que não tenha entendido bem a minha posição. Eu não elogiei nada. Realcei, isso sim, o esforço de um punhado de taxistas com consciência e responsabilidade, que tentam melhorar a imagem da classe. Isto é, perante a constatação óbvia de que uma anormal percentagem de motoristas de taxi vigarizam e tratam mal os seus clientes e das mais variadas formas, um sector dentro dessa mesma profissão sentiu a necessidade de reagir. Esta situação não releva de uma situação positiva (ou de um lado positivo como diz) mas antes de um conjunto de circunstâncias muito negativas e de tal maneira graves, que desprestigiam não só a classe enquanto colectivo mas também cada um.
Sabia que há foruns só para relatar queixas de situações ocorridas com taxistas? E que no próprio site da ANTRAL esta questão é também abordada por vários intervenientes? É concerteza porque a situação se revela preocupante! E quanto aos elogios eu elogio apenas aqueles profissionais que de facto se esforçam por melhorar a imagem da classe (esses até são heróis ...). Infelizmente, já não consigo elogiar a classe, porque ainda são demasiados os casos que ocorrem TODOS OS DIAS, e duvido muito sinceramente que haja outra profissão onde a arbitrariedade a má criação e a vigarice atinja as proporções que atinge na classe dos taxistas.
Responder
#19
Sr. Zé Paiva, eu não o compreendi mal, apenas comentei que devia-se não só apontar os aspectos menos positivos, mas também apontar os mais positivos.
Quanto aos Fóruns que existem sobre queixas de motoristas, há muitos, isso é verdade, mas não é só apenas dessa profissão e sim de todas as que lidam com o grande Público em geral, restauração, transporte, comunicações, etc. (eh eh eh este é um deles).
Eu não estou aqui a vender o peixe de ninguém. Mas pelos vistos eu sou um afortunado, pois que me lembre nunca estive em nenhuma situação que já vi aqui relatado, desde roubos, mal-educados, burlões, bêbados, drogados, mal cheirosos, e outros que já nem me lembro.

Cumprimentos
Alexandre Pais
Equipa de Suporte
---@@@---

[Imagem: signature.png]
Responder
#20
Pois é ADJSP! O meu amigo é mesmo um afortunado. É aquilo a que se chama a excepção que confirma a regra ...
Responder


Saltar Fórum:


Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)